Uncategorized

Julho Amarelo – Conscientização sobre as hepatites

Julho é o mês de conscientização sobre as hepatites virais. A Organização Mundial de Saúde (OMS) designou, em 2010, o dia 28 de julho como o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais. Conhecer sobre essa patologia chamada Hepatite, é importante, pois somente com o conhecimento e educação, poderá ser erradicada.

Definição de Hepatite

A hepatite é definida como uma Inflamação do fígado, que pode ser causada de várias formas pelo consumo excessivo de álcool ou medicamentos, bactérias, parasitas e por vírus; essas inflamações no fígado, fazem com que o órgão vá perdendo sua função e caminhe para a falência completa chamada de Cirrose.

Formas de Hepatites

A Hepatite Bacteriana é uma forma da enfermidade causada por organismos vivos. Segundo o Dr. Raymundo Paraná Filho, presidente da Sociedade Brasileira de Hepatologia, a doença pode ser provocada por bactérias que passam a circular no sangue e que têm a capacidade de provocar alterações hepáticas. Segundo ele, a bactéria mais comum é a Salmonela, mas pode ocorrer por Pseudomonas, Pasteurelas e E. Coli.

A doença de forma bacteriana se origina a partir de infecções localizadas, geralmente, no sistema digestório, respiratório ou urinário. Algumas doenças, como tuberculose e leptospirose, são as principais causas se não tratadas com os antibióticos corretos, as bactérias da infecção atingem o fluxo sanguíneo e afetam o fígado,  alterando o fluxo da bile, mas não as células do fígado, sendo assim a gravidade de cada caso é diferente, pois depende do contexto e do motivo da infecção, não podendo ser comparada à gravidade da hepatite viral.

A forma mais grave da Hepatite é a Viral, segundo o Ministério da Saúde no Brasil  quase metade dos domicílios  não tem rede de tratamento de esgoto, 36 milhões de pessoas sequer chegam perto da água tratada, e que apenas 56,6% dos jovens com idade entre 15 e 24 anos usam preservativo, em 2019 de acordo com o órgão, foram notificados 37.773 casos da doença, sendo que a maioria dos casos são decorrentes aos  cinco tipos de vírus: A, B, C, D e E.

Tipos de hepatites virais

Hepatite A — causada pelo vírus A (VHA) e também conhecida como “hepatite infecciosa”, a transmissão ocorre por A transmissão pode ser fecal-oral ou seja, o vírus é eliminado nas fezes do paciente, contamina a água ou alimentos, e pode entrar em contato com a pessoa através das mãos.

Hepatite B — é uma doença infecciosa também chamada de soro-homóloga, causada pelo vírus B (HBV), a transmissão do vírus está presente no sangue, no esperma e no leite materno, a hepatite B é considerada uma doença sexualmente transmissível.

Hepatite C — o vírus da hepatite C transmite-se, principalmente, por via sanguínea, bastando uma pequena quantidade de sangue contaminado para transmiti-lo, se este entrar na corrente sanguínea de alguém através de um corte ou uma ferida, ou na partilha de seringas. A transmissão por via sexual é pouco frequente e apesar do vírus já ter sido detectado na saliva, é pouco provável a transmissão através do beijo, a menos que existam feridas na boca.

Hepatite D — também chamada de Delta, é causada pelo vírus D (VHD). Mas esse vírus depende da presença do vírus do tipo B para infectar uma pessoa.

Diferente das outras hepatites, a D requer a hepatite B para replicar, pode ser transmitida através do contato com sangue e outros fluidos corporais como: compartilhamento de agulhas não esterilizadas e atividade sexual sem preservativo.

Hepatite E — Esse tipo é mais comum na Ásia e África, com casos raros no Brasil. Tem uma transmissão fecal oral, se adquirida na gravidez pode ocorrer uma forma de hepatite mais grave (insuficiência hepática fulminante).

É muito comum que a pessoa infectada nas hepatites A,B,C, D e E , apresentem sinais e sintomas como:  febre, astenia, dores musculares ou articulares e sintomas digestivos (anorexia, náuseas e vômitos), cefaleia, repulsa ao cigarro, Icterícia, precedida de colúria (urina escura).

Uma das formas de prevenir as hepatites virais é pela vacina. Ela previne contra as formas A e B (sendo que ao tomar a vacina da hepatite B previne-se também a hepatite D). Para os demais tipos de hepatites virais ainda não existem vacinas disponíveis.

As hepatites são doenças silenciosas e graves. O aparecimento dos sinais e sintomas devem ser respeitados, pois o diagnóstico precoce amplia a eficácia do tratamento.

A prevenção através de mudança de hábitos, não compartilhar agulhas, higiene de alimentos, higiene das mãos, consumir somente água filtrada ou fervida e o uso de preservativos são essenciais para evitar a contaminação pelo vírus da hepatite e outras doenças.

Texto de Maria Eugênia

Auxiliar de Coordenação da Escola Técnica de Enfermagem ABC “Myrthes Silva”

Referências

https://www.megaimagem.com.br/blog/hepatites-virais-causas-e-diagnosticos/

https://www.unasus.gov.br/noticia/voce-sabe-diferenciar-hepatites-b-c-d-e-e

https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/hepatites_virais_brasil_atento_3ed.pdf

https://www.google.com/search?q=cirrose+hepatica&rls=com.microsoft:pt-BR:

Enfermagem ABC

Recent Posts

Fadiga pandêmica e como ela afeta os profissionais de saúde

Estamos passando por um tempo prolongado e ininterrupto de exposição a situações de forte carga…

1 mês ago

Junho também e vermelho!

“Doe sangue regularmente. Você doa, a vida agradece”. O Ministério da Saúde lançou neste mês,…

1 mês ago

Junho Laranja: Fogo, Fogueira, é fogo!!!!

Se proteja de fogos e artifícios nesse período de festa junina! As tradicionais festas juninas…

2 meses ago

Agosto Dourado – Mês do aleitamento materno

O mês de agosto  é considerado como veículo para promoção da amamentação. Desde a sua…

1 ano ago

#5 Quiz

Desafie-se: Teste seus conhecimentos em nosso #5 Quiz

1 ano ago

O papel da Enfermagem nos cuidados e humanização na saúde do idoso

Trazemos para você o TCC do aluno Marcos Paulo Vieira de Lima, discente do Curso…

1 ano ago